Poda nas videiras da Vinícola Araucária dura duas semanas

Começou a poda das videiras na Vinícola Araucária, em São José dos Pinhais. O trabalho teve início nesta quinta-feira (24.8.2017), vai terminar dentro de duas semanas e foi orientada pelos engenheiros agrônomos Pedro Gallina e Adolar Adur. O vinhedo, de 5,5 hectares, é constituído por seis variedades de uvas europeias: as francesas chardonnay, pinot noir, cabernet franc, viognier e cabernet sauvigon, e a italiana nebbiolo.


Pedro Gallina e Adolar Adur, sócios da vinícola, estimam uma produção de mais de 15 mil quilos de uvas, na safra 2017-2018, destinada à elaboração dos espumantes da linha Poty Lazzarotto (brut , nature e demi-sec), e dos vinhos finos Angustifólia (branco e tinto) e Gralha Azul (tintos) . A colheita começará em meados de janeiro do próximo ano, estendendo-se até março, segundo as características de cada variedade.


Para fevereiro de 2018 já está marcada a 4. ª Festa da Vindima, evento que reúne grande número de pessoas num fim de semana. Os interessados se inscrevem previamente e participam da colheita e da pisa de uvas, conhecem o processo de elaboração dos vinhos e almoçam no Gralha Azul Restaurante Campestre, anexo à Vinícola.


É propícia – O mês de agosto, segundo os engenheiros agrônomos, é a época certa para retirar os galhos secos das videiras. "Trata-se da poda seca, ou poda de produção, momento em que se define, por meio da retirada dos galhos secos, o que se deseja para a produção que se aproxima", explica Pedro Gallina. Nos primeiros dias de setembro, concluída a poda, as folhas começam a nascer e os brotos aparecem, anunciando uma nova safra.


O trabalho de poda começou pelas videiras da variedade chardonnay, considerada precoce, e que tem a sua colheita prevista para janeiro. Em seguida, será podada a pinot noir, seguind-se a viognier, a cabernet franc, a cabernet sauvignon e, por último a nebbiolo.

De acordo com os engenheiros agrônomos, a poda é muito importante para a renovação da safra e o equilíbrio da parte vegetativa com a parte produtiva. Sem ela, a planta pode crescer muito, produzindo somente na ponta, o que é ruim do ponto de vista de produção de qualidade, porque a planta começa a perder material produtivo.

O engenheiro agrônomo Adolar Adur acrescenta que depois da poda seca ou de produção, essa que está sendo feita agora, ainda haverá a poda verde, geralmente em novembro, destinada a garantir a qualidade das uvas para a vinificação. A poda verde, diz, elimina o excesso de uvas e permite que os frutos que sobram na planta recebam boa quantidade de nutrientes, possibilitando uma safra de qualidade para a elaboração dos vinhos finos.



Assessoria de Imprensa
Walter Schmidt
(41) 9168-4933

® 2014 Vinícola Araucária. Todos os direitos reservados
São José dos Pinhais - PR
Telefones:   Vinícola: (41)99173-5742 das 8:30 às 17:30
                                  Escritório de Curitiba: (41) 3254-5259 de segunda a sexta, horário comercial