Francesas


Cabernet Franc

O Cabernet Franc é uma varidade de uva tinta da família dos cabernets, do qual é proveniente. Ocupa aproximadamente 157.000 hectares de plantação no mundo todo, destre os quais, 211,13 ficam na França. O Cabernet Franc é mais leve que o Cabernet Sauvignon, possui taninos honestos ou sinceros conferindo firmeza e um corpo violão ao vinho, cor profunda e aromas de frutas tropicais e especiarias. É bastante utilizada para complementar outras uvas em cortes como Cabernet Sauvignon, Tempranillo, Sangiovese e Ugni Blanc.` É uma das seis uvas permitidas nos cortes de Bordeaux, ao lado de Cabernet Sauvignon, Merlot, Malbec, Carmenere e Petit Verdot. Também é relevante seu cultivo em regiões de clima tropical, como a Tanzânia e a Indonésia. Existem pequenas àreas de cultivo em países de menor importância enológica, como Paquistão e Turquia.

Cabernet Sauvignon

Cabernet Sauvignon é uma casta de uvas da espécie Vitis vinifera, a partir da qual é fabricado vinho de alta qualidade. Originária da região de Bordeaux, no sudoeste da França, ela é a uva vinífera mais difundida no mundo, encontrando-se em todas as zonas temperadas e quentes. É conhecida como "a rainha das uvas tintas". É resultado do cruzamento entre as uvas Cabernet franc e Sauvignon blanc.
A variedade é bastante homogénea, com algumas diferenças na forma do bacelo e nas características típicas do vinho. Caracteriza-se pelos taninos densos, cor profunda, complexos aromas de frutos tais como ameixa, cassis. Nos vinhedos mais quentes revela traços de azeitona e amora silvestre, enquanto nos mais frios, aparecem traços de pimentão. Variedade bastante vigorosa e de frutificação médio-tardia, vegetação bastante erecta e entrenódulos médio-curtos.

Pinot Noir

A pinot noir é uma uva tinta da família das Vitis vinifera, originária da França. É a grande uva da região da Borgonha, sudoeste da França, com a qual são produzidos vinhos bastante admirados em todo o mundo entre os quais o Romanée-Conti, Volnay, Clos de Vougeot e outros tantos grands crus. São em geral bastante complexos com aromas intensos e que evoluem muito bem com o passar dos anos. Ela também é cultivada região da Champagne, França, e faz parte do "corte" (mistura com outras variedades) que irá resultar no champanhe propriamente dito.
É uma uva de difícil cultivo mas que se adaptou muito bem à Itália, ao Chile, à Nova Zelândia e à África do Sul, além da Borgonha

Chardonnay

Originária da Borgonha, ao leste da França, esta variedade de uva branca é conhecida como a "rainha das uvas brancas", pois é uma das brancas mais cultivadas no mundo todo. Fácil de cultivar pode ser encontrada em praticamente todas as regiões produtoras. É uma uva versátil, produz vinhos brancos secos e espumantes. Devido à maleabilidade da uva, o vinho Chardonnay, não se pode dizer que há uma característica ou estilo "universal", ou constantes que podem ser vistas em todas as uvas ao redor do mundo. Mas nenhuma outra variedade pode absorver tantas características do solo e do processo de vinificação como ela. Originalmente, ela é pouco aromática, com um aroma mais sutil.
Os vinhos podem apresentar as mais diversas característica organolépticas, podendo ser; leves, ricos, untuosos, apresentar caráter mineral, frutado, amanteigado, apresentar notas muito agradáveis de frutas tropicais como abacaxi, etc. Entre as uvas brancas, é uma das variedades mais passiveis de amadurecimento ou fermentação em barricas, desenvolvendo complexidade aromática e, mais que tudo, estrutura em boca, com untuosidade e estrutura especiais. Quando cultivada em regiões mais frias, gera vinho mais frescos e leves, se em regiões mais quentes, o vinho ganha estrutura, untuosidade e notas de frutas tropicais maduras.

Viognier

Variedade gaulesa de alta qualidade, porém pouco cultivada por seu baixíssimo rendimento. A variedade tem origem desconhecida, porem se prezume que é originária do norte do Rhône (França), onde gera os delicados Château Grillet e Condrieu.
A Viognier adapta-se e viceja em regiões de verões quente e de muita luz. Essa característica faz da Viognier uma forte candidata a se dar muito bem nas principais regiões do Novo Mundo, quase sempre ensolaradas e cálidas, caso de Mendoza, na Argentina e dos principais vales chilenos centrais. Essa adaptação também define sua complexidade de descritivos aromáticos, relacionados a frutas muito maduras e açucaradas, como ananás amarelinho, maracujá, mangas etc.
Em geral fornece brancos secos, de médio corpo, de moderada acidez, com um intenso floral, que são melhores apreciados jovens. Também adquire potencial para estagiar em carvalho, em que adquire complexidade e caráter. É, nos melhores casos, raros brancos de estrutura e longevidade, ao lado dos grandes vinhos de Chardonnay.

Italianas

Nebbiolo

Excelente uva tinta, original do Piemonte (Itália), mãe dos Barolos e dos Barbarescos. É uma uva nobre, e não é combinada com outras para elaboração de grandes vinhos. Produzida largamente em seu local de origem e em alguns paises como Estados Unidos, Canadá, México, Argentina e Chile, pois é bastante delicada e difícil de ser cultivada, raramente se adapta a outras zonas de produção fora do Piemonte. Seu nome deriva da palavra Nebbia (névoa), lembrando a névoa que costuma encobrir seus vinhedos nas primeiras horas do dia. Sua casca grossa empresta o aspecto marcadamente tânico dos vinhos derivados dela. A alta acidez é outra de suas características. O amadurecimento desta uva é tardio e o rendimento baixo. Essa é uma variedade muito forte e vigorosa de uva, mas com uma produção inconstante. Ela absorve bastante as características do solo onde é plantada e por isso é possível se obter uma qualidade de vinho diferente devido a pouca distância entre os vinhedos.
A Nebbiolo é muito rica em taninos, mas pobre em antocianos. Aromaticamente, suas características mais típicas remetem a frutas como cerejas e framboesas, flores como violetas e rosas, o clássico defumado, que lembra alcatrão ou betume, notas de alcaçuz e de cacau. Com a evolução, podem surgir toques animais e de trufas. Gustativamente, acidez e tanicidade são notáveis, já que estes fatores juntos são potencializados. Os vinhos feitos com Nebbiolo são relativamente encorpados e equilibrados em álcool.

Teroldego

A variedade tinta Teroldego tem origem no Vêneto, mas hoje não se tem grande produção nesta área. Seu cultivo está atualmente mais ao norte, no Trento. Esta casta é temperamental e exige baixo rendimento para amadurecer completamente e apresentar suas qualidades. Uma vez respeitadas suas exigências, o vinho resultante apresenta boa concentração, é rico em notas de frutas negras, taninos finos e aveludados.
Teroldego produz vinhos tintos profundamente pigmentadas com uma característica intensamente frutado, com notas de framboesas, cerejas e amêndoas. É estruturado e levemente tânico, com acidez moderada e não é muito alcoólico.

® 2014 Vinícola Araucária. Todos os direitos reservados
São José dos Pinhais - PR
Telefones:   Vinícola: (41)99173-5742 das 8:30 às 17:30
                                  Escritório de Curitiba: (41) 3254-5259 de segunda a sexta, horário comercial